Search post, tags and authors
Guia Completo para Tokens BRC-20

Guia Completo para Tokens BRC-20

By Oreld Hadilberg
Reviewed by Tony Spilotro

Tabela de conteúdos

O que é um Token BRC-20?

Os tokens BRC-20 aproveitam a inscrição ordinal e constituem um padrão de token experimental. Foram introduzidos no mercado por um desenvolvedor anônimo, Domo, em 9 de março de 2023. Esses tokens são nativos do Bitcoin e são fungíveis. Interessantemente, ao contrário dos padrões de token populares nas cadeias EVM, o padrão BRC-20 não depende de contratos inteligentes.

Em vez disso, ele permite que os usuários armazenem um arquivo de script no Bitcoin e o usem para associar tokens a satoshis específicos. Para implantar, criar e transferir tokens, os usuários podem empregar tokens BRC-20, que incorporam dados JSON em inscrições ordinais. Essa abordagem única chamou a atenção da comunidade cripto, promovendo a adoção e exploração de novas possibilidades no espaço das criptomoedas.

Nos últimos 7 dias, o preço do Token BRC-20 está sendo negociado em:

Aplicações Práticas dos Tokens BRC-20

Transferências de pessoa para pessoa:A função mais essencial dos tokens BRC-20 é facilitar a transferência de valor de pessoa para pessoa. Esses tokens aproveitam a funcionalidade do Bitcoin e podem se mover entre diferentes carteiras, independentemente de sua localização. A eficiência do Bitcoin se traduz nos tokens BRC-20, e as taxas de transação são cobradas nativamente em Bitcoin.

Finanças Descentralizadas (DeFi): Embora os sistemas de finanças descentralizadas (DeFi) tenham atingido alturas notáveis nas redes Ethereum e EVM, o surgimento do BRC-20 poderia marcar o início da incursão do DeFi na rede Bitcoin. Ao contrário do Bitcoin, a flexibilidade do BRC-20 permite sua integração perfeita em protocolos DeFi.

Implementação: Tokens BRC-20 podem ser integrados em bolsas descentralizadas (DEX), fazendas de rendimento e outros protocolos de empréstimo. Plataformas como Ordinalwallets.com já estabeleceram uma base para transferir, negociar e criar BRC-20 e Bitcoin NFTs. O desenvolvimento contínuo de plataformas semelhantes promete um efeito cascata à medida que o BRC-20 avança no espaço DeFi. Esses casos de uso destacam a versatilidade dos tokens BRC-20, desde transações cotidianas até seu papel fundamental na evolução das finanças descentralizadas na rede Bitcoin. A capacidade de integração perfeita em vários protocolos e sua conexão inerente com o Bitcoin posicionam os tokens BRC-20 como uma força transformadora no cenário das criptomoedas.

Como os Tokens BRC-20 Funcionam

Para entender a funcionalidade dos tokens BRC-20, é crucial aprofundar-se no funcionamento das Ordinais do Bitcoin. O protocolo Ordinais estabelece um método sistemático para numerar satoshis, permitindo que os usuários associem dados adicionais a esses satoshis por meio de um processo conhecido como "inscrição". Os tokens BRC-20 aproveitam inscrições ordinais, usando dados JSON (JavaScript Object Notation) para executar funções como implantar contratos de token, criar e transferir tokens.

Atualmente, o padrão de token BRC-20 suporta funções essenciais, incluindo a criação de um token BRC-20 usando a função de implantação, a criação de uma quantidade específica de tokens BRC-20 com a função de criação e a transferência de uma quantidade designada de tokens BRC-20 usando a função de transferência. É importante observar que o padrão de token BRC-20 é relativamente novo, e os procedimentos para implantar, criar e transferir tokens BRC-20 podem não ser tão intuitivos em comparação com padrões mais estabelecidos.

Além disso, há ferramentas e serviços limitados especificamente projetados para tokens BRC-20 nesta fase. Conforme o ecossistema evolui, melhorias na facilidade de uso e o desenvolvimento de ferramentas adicionais são esperados para facilitar uma experiência mais suave para quem interage com tokens BRC-20.

Principais Diferenças Entre Tokens BRC-20 e ERC-20

Apesar da semelhança nos nomes, os tokens BRC-20 e ERC-20 têm diferenças fundamentais em suas estruturas e funcionalidades:

Contratos Inteligentes:

ERC-20 (Ethereum): Os tokens ERC-20 na Ethereum operam por meio de contratos inteligentes, proporcionando-lhes uma gestão mais versátil e autônoma. Eles podem se auto-gerenciar para criar e emitir novos tokens, manter subcontabilidade paralela e revisar saldos de usuários.

BRC-20 (Bitcoin): Em contraste, os tokens BRC-20 não usam contratos inteligentes. Suas funções se limitam a criar e transferir tokens, sendo considerados mais rudimentares e simples em comparação com os tokens ERC-20.

Origem e Desenvolvimento:

ERC-20: Os tokens ERC-20 surgiram como uma proposta dos desenvolvedores da Ethereum, Fabian Vogelsteller e Vitalik Buterin, aprovada em 19 de novembro de 2015. Eles estão no mercado há vários anos e são amplamente utilizados por diversas empresas, demonstrando interoperabilidade no ecossistema.

BRC-20: Em contraste, os tokens BRC-20 são relativamente novos e experimentais. Seu desenvolvimento não envolve o uso de contratos inteligentes, simplificando sua estrutura. No entanto, essa novidade também significa que há poucas plataformas e carteiras que suportam essa tecnologia em comparação com os tokens ERC-20.

Complexidade Funcional:

ERC-20: Os tokens ERC-20 oferecem funções avançadas, como a capacidade de queimar ou congelar tokens e programar operações complexas dentro de contratos inteligentes.

BRC-20: Os tokens BRC-20 não possuem essas funções avançadas. Eles não podem ser queimados, congelados ou programados com operações complexas, limitando sua funcionalidade em comparação com os tokens ERC-20.

Segurança:

ERC-20: Em termos de segurança, os tokens ERC-20 têm uma extensa experiência e demonstraram sua robustez no mercado. Eles são usados por muitas empresas sem problemas significativos de segurança. BRC-20: Os tokens BRC-20, sendo uma tecnologia mais recente e experimental, enfrentaram desafios de segurança, incluindo casos de gastos duplos. No entanto, eles se beneficiam da segurança inerente à rede Bitcoin, considerada uma das mais seguras no mercado de criptomoedas.

Criando Tokens BRC-20

Criar tokens BRC-20 envolve realizar um processo de inscrição que define os parâmetros-chave do token. Aqui está um guia passo a passo para aqueles interessados em embarcar nessa experiência:

Defina os Parâmetros do Token: Ao criar um token BRC-20, o criador decide como será o processo de emissão das unidades. Eles podem optar por criar 100% do fornecimento ao implantar o contrato ou permitir que outros usuários criem uma parte do fornecimento total. Essas decisões impactarão a forma como os usuários interagem com o token.

Interaja com uma Carteira Compatível: Para qualquer interação com tokens BRC-20, é essencial ter uma carteira que suporte endereços P2TR e tenha a função de controle de moedas (gerenciamento individual de moedas). Exemplos de carteiras compatíveis incluem Ordinals Wallet, Ordswap e Unisat. Sem essas funções, há o risco de perder tokens ou inscrições.

Considere Custos Associados: Você precisa ter fundos em Bitcoin em sua carteira para cobrir os custos de inscrição. Os custos incluem a taxa de rede paga aos mineradores para processar a transação. Essa taxa varia dependendo da demanda do mercado naquele momento. Se você usar serviços de terceiros como UniSat para criar tokens BRC-20, também deve considerar as taxas de serviço.

Crie o Token: Vários serviços permitem que os usuários criem inscrições para tokens BRC-20 ou contribuam para as emissões de outros. Plataformas como Ordinalsbot, Unisat e Ordswap oferecem mercados para negociar esses ativos. Durante esse processo, você fornecerá um endereço Bitcoin compatível com Ordinals (da sua carteira) e pagará uma taxa de inscrição calculada naquele momento.

Aguarde a Verificação: Os tokens BRC-20 só aparecerão nas carteiras dos usuários quando um minerador confirmar o bloco que contém o ativo. É crucial calcular as taxas corretamente, pois ficar preso na rede pode resultar na perda da inscrição, e os serviços geralmente não oferecem reembolsos.

Efeito Transformador no Mercado de Criptomoedas

O surgimento dos tokens BRC-20 deixou uma marca significativa no dinâmico mercado de criptomoedas. Ao apresentar uma perspectiva nova e inovadora para aproveitar a tecnologia blockchain, esses tokens capturaram a atenção de investidores e usuários, criando um impacto tangível. À medida que o interesse em criptomoedas cresce, há uma demanda crescente por projetos e produtos inovadores capazes de capitalizar o poder da tecnologia blockchain. Os tokens BRC-20, representando uma maneira pioneira de usar essa tecnologia, rapidamente ganharam espaço neste cenário em constante evolução. Esse impacto é claramente manifestado no número crescente de projetos e empresas que exploram ativamente essa tecnologia. Um exemplo notável é o OrdSpace, um projeto que agrega inúmeros tokens BRC-20, incluindo projetos proeminentes como ORDI, $OG$, ou PEPE.

A variedade de tokens BRC-20 listados reflete a diversidade e criatividade na criação de ativos digitais hoje. Na verdade, a figura de mais de 11.600 tokens distintos destaca a amplitude do impacto e do interesse nessa forma inovadora de tokenização. O fenômeno não é insignificante. Considere, por exemplo, o caso da ORDI, um projeto com menos de um mês de existência que já ostenta uma capitalização de mercado surpreendente de mais de 100 milhões de dólares. Da mesma forma, o PEPE, o renomado memecoin do Bitcoin, tem sua versão BRC-20 e exibe uma capitalização de mais de 12 milhões de dólares. Em menos de um mês, esses tokens consolidaram uma capitalização global que ultrapassa os 160 milhões de dólares.

Principais Criptomoedas Usando Tokens BRC-20

A proliferação de tokens BRC-20 levou à criação de mais de 20.000 tokens em questão de alguns meses. No entanto, como é comum no mundo das altcoins, apenas alguns projetos lançados na rede Bitcoin ganharam notoriedade e popularidade. Curiosamente, os principais players nessa nova onda de tokens são memecoins, uma categoria que abrange ativos digitais nascidos de piadas ou memes. Um termo que ressoa na comunidade cripto, respaldado pela viralidade e humor inerente dessas criptomoedas. Um exemplo notável desse fenômeno é o Dogecoin (DOGE). Aqui está uma lista de alguns dos tokens BRC-20 mais famosos:

Ordi (ORDI): Representa uma tokenização do protocolo em que alguns Bitcoin NFTs, conhecidos como Ordinais, são emitidos. Pepe (PEPE): Inspirado no famoso meme do bitcoiner e nos primeiros NFTs na rede, Rare Pepe.

Meme (MEME): Outro memecoin que chamou a atenção dos investidores, mostrando o apelo da cultura e do humor no espaço cripto.

Domo (DOMO): Nomeado em homenagem ao criador do padrão BRC-20, o usuário do Twitter @domodata, e ganhou reconhecimento na comunidade. Esses tokens não representam apenas ativos digitais, mas também encapsulam a criatividade e a diversidade de abordagens que caracterizam o mundo das criptomoedas baseadas no padrão BRC-20.

Futuro do Token BRC-20

A perspectiva para o token BRC-20 no futuro é inerentemente especulativa, pois sua evolução dependerá de vários fatores, incluindo adoção, segurança, inovação e aceitação no ecossistema de criptomoedas. Aqui estão algumas direções possíveis que poderiam moldar o futuro do token BRC-20:

Aumento da Adoção e Desenvolvimento de Infraestrutura: À medida que mais desenvolvedores e projetos adotam e utilizam o padrão BRC-20, é provável que uma infraestrutura mais robusta e amigável ao usuário seja desenvolvida. Isso poderia envolver novas ferramentas, carteiras e serviços que facilitem a criação, gestão e transação de tokens BRC-20.

Integração em Projetos de Finanças Descentralizadas (DeFi): Dada a versatilidade dos tokens BRC-20 na rede Bitcoin, eles podem encontrar aplicações significativas em projetos de finanças descentralizadas (DeFi). Sua capacidade de integrar-se a exchanges descentralizadas (DEX), fazendas de rendimento e outros protocolos pode abrir novas oportunidades no espaço DeFi do Bitcoin. Inovação Contínua e Novos Casos de Uso: Os desenvolvedores podem continuar inovando e explorando novos casos de uso para os tokens BRC-20. A comunidade pode conceber funcionalidades adicionais, melhorias de segurança e aplicações específicas que expandam a utilidade e a demanda por esses tokens.

Melhoria na Usabilidade e Segurança: Com o tempo, espera-se que a usabilidade dos tokens BRC-20 melhore. Isso poderia envolver interfaces de usuário mais intuitivas, protocolos seguros e melhores práticas para garantir a integridade das transações e a custódia dos ativos.

Respostas Regulatórias: A forma como os reguladores lidam com os tokens BRC-20 e outras criptomoedas desempenhará um papel crucial em seu futuro. Clareza regulatória poderia incentivar uma maior adoção institucional e individual.

Desafios e Aprendizado Contínuo: Como os tokens BRC-20 são uma tecnologia experimental, é provável que enfrentem desafios ao longo do caminho. A comunidade aprenderá com esses desafios, iterará sobre a tecnologia e buscará soluções para aprimorar a robustez e confiabilidade dos tokens BRC-20. Em resumo, o futuro do token BRC-20 dependerá principalmente de como a comunidade de desenvolvedores, usuários e o ecossistema geral de criptomoedas respondem e evoluem em torno desta tecnologia inovadora na rede Bitcoin.